Ouça a Rádiorádio e noticia A Rádio no Celularrádio e noticia

PUBLICADO EM 10-07-2019 11:05

PDT ameaça expulsar Tabata Amaral caso vote a favor da reforma da Previdência

Ciro Gomes chegou a telefonar nesta terça para a deputada, pedindo para que ela seguisse a determinação do partido, mas não obteve sucesso

O PDT ameaça expulsar a deputada Tabata Amaral (SP) se ela votar a favor da reforma da Previdência. Em reunião realizada nesta terça-feira, 9, com a bancada do PDT na Câmara, o presidente do partido, Carlos Lupi, disse que quem apoiar as mudanças na aposentadoria propostas pelo governo de Jair Bolsonaro será punido com o desligamento.

Tabata é favorável à reforma e lidera um grupo dentro do PDT que também promete acompanhá-la na votação. O ex-ministro Ciro Gomes, candidato derrotado do PDT à Presidência da República, chegou a telefonar nesta terça para a deputada, pedindo para que ela seguisse a orientação do partido, mas não obteve sucesso.

“Eu fiz um apelo humilde pelo voto dela, para que seja contrário à reforma da Previdência”, afirmou Lupi ao Estado. “O governo tem um poder de convencimento que a gente não tem. Nós temos as palavras e eles têm emendas. Eles têm olhos azuis e nós, negros. Então, muita gente usa a Tabata para se proteger da decisão, alguns por convicção e outros por utilidade pública.”

Ciro, por sua vez, disse que o governo recorreu ao "toma lá, dá cá" que tanto criticou para aprovar a reforma da Previdência no Congresso. Na conversa por telefone com Tabata, o ex-ministro fez de tudo para convencê-la a mudar de opinião, mas ela alegou que, após negociações, o governo atendeu às reivindicações da bancada feminina e alterou até mesmo o cálculo da aposentadoria.  

Contrariado, Ciro foi às redes sociais e pregou a expulsão dos pedetistas desobedientes. “A tentativa de compra de votos por dinheiro de emendas ou ofertas mentirosas a Estados e municípios ronda, neste momento, até os partidos de oposição”, escreveu ele no Twitter. “Defenderei que o PDT expulse aqueles que votarem contra o povo nesta reforma de previdência elitista.”

De acordo com o Placar da Previdência, 7 dos 27 deputados do PDT são favoráveis à reforma da Previdência, enquanto 13 são contrários. Outros quatro se dizem indecisos e três não quiseram responder, incluindo Tabata. “Já estou aqui sofrendo e tento a todo custo uma saída para evitar expulsões”, afirmou Lupi. 

No PSB do governador de Pernambuco, Paulo Câmara, também há um racha e uma parte da bancada quer avalizar a proposta do governo. 

Lupi disse que, na convenção nacional realizada em 18 de março, o PDT fechou questão contra a reforma da Previdência. “Desrespeitar essa decisão é muito grave”, argumentou ele, ao destacar que quem o fizer enfrentará processo na Comissão de Ética. Procurada pelo Estado, Tabata não quis comentar a ameaça de expulsão.

Fonte: Estadão


Ultimas Notícias

Câmara inicia votação da proposta de reforma da Previdência

PF prende assessor e ex-coordenador de campanha do ministro do Turismo

Para Lewandowski, resultado de votação poderia ser outro se réu não fosse Lula

PF busca ‘laranjas’ na sede do PSL em Minas

TV PLANETA

Copyright © 2014 Planeta Agora
Todos os direitos reservados